Essa sou eu

Essa sou eu
Perfil - Click na imagem

Seja bem vindo

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O desejo de Deus


"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito..." (João 3:16). Ele "deseja que todos os homens sejam salvos" (1 Timóteo 2:4). Ele retarda tanto a volta de Cristo por paciência, "não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento" (2 Pedro 3:9). Ele assegurou a Israel há muito tempo de que ele não tinha prazer na morte dos ímpios (Ezequiel 18:23,32).

Jesus ainda ensinou que poucos haveriam de encontrar o caminho estreito que conduz à vida e que muitos seguiriam o caminho largo que leva à perdição (Mateus 7:13-14). Apesar de Deus desejar a salvação de suas criaturas, muitos serão perdidos eternamente. A razão é que a salvação é dada sob condição. A vontade de Deus não é a única envolvida. Os seres humanos são criaturas de livre vontade, e muitos deles recusam a salvação que Deus oferece.

Todas as Escrituras citadas acima para indicar a atitude de Deus para com os perdidos mencionam a condição para a salvação:  ela é que "todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16). Os salvos são aqueles que chegam ao conhecimento da verdade (1 Timóteo 2:4). Se queremos evitar a perdição, temos que chegar ao arrependimento (2 Pedro 3:9). Os maus têm que se converter de seus caminhos para poder viver (Ezequiel 18:23,32). Quando nos recusamos a satisfazer as condições da salvação, não podemos ser salvos.

Muitos entendem a natureza condicional da aceitação original de uma pessoa por Deus, mas pensam que, uma vez que a pessoa foi salva, ela não poderá mais, posteriormente, abandonar a fé e se perder. Mas as Escrituras são claras neste ponto:  "manter-se salvo" é uma questão condicional tanto quanto "conseguir ser salvo" de início.

Paulo escreveu em Efésios 2:8 sobre a salvação recebida pelos filhos de Deus:  "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé". A salvação é pela graça. Esta é a parte de Deus, e ele a providenciou, em abundância, para a salvação do homem. Mas a salvação depende da fé do homem, ela é "mediante a fé". Se uma pessoa não tiver fé, ela não será salva, a despeito das providências de Deus.

Muitas pessoas entendem este ponto. Mas temos que entender também que o cuidado de Deus na proteção de seus filhos repousa na mesma base. Pedro escreveu a respeito da proteção de seu povo por  Deus em termos bem paralelos à afirmação de Paulo sobre a salvação: "Sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para salvação preparada para revelar-se no último tempo" (1 Pedro 1:5).

Alguns perguntam se o poder de Deus falhará. Mas esta guarda depende da fé do homem, como do poder de Deus. Ela é "pelo poder de Deus" mas é também "mediante a fé". O poder de Deus não falhará, mas a fé do homem pode faltar. Hebreus 3:12 é  apenas uma das muitas passagens que avisam o homem da possibilidade de uma pessoa perder sua fé. Ainda aqui, a guarda é "mediante a fé", e sem a fé, não há guarda.

A pessoa que pode entender que a afirma-ção de Paulo "...pela graça sois salvos, mediante a fé" condiciona a salvação à fé do homem assim como à graça de Deus, não teria dificuldade em entender que a afirmação de Pedro "sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé" faz a guarda depender da fé do homem, tão bem como do poder de Deus.

Dois erros precisam ser evitados. Uma pessoa que ama o Senhor e está se esforçando para agradá-lo, não precisa ficar temerosa pela sua salvação. Discípulos de Cristo devem ser capazes de viver com o mesmo espírito triunfante que possuía o apóstolo Paulo, o espírito que se regozija, que se gloria, confiante, que ele manifesta em Romanos (especialmente 5:1-11 e 8:31-39). Se um cristão fiel está sem este espírito, de algum modo ele deixou de entender a redenção que está em Cristo. Ele deveria ser capaz de se regozijar e confiar no amor de Deus. O livro de Romanos o ajudará a conseguir isso. Que bênção esse livro será para sua vida se o cristão desejar viver com o livro de Romanos até que ele compreenda sua mensagem!

Mas não podemos ser presunçosos sobre a graça de Deus. E quando nos tornamos descuidados sobre como viver uma vida cristã, quando começamos a perder aquele desejo intenso de agradar ao Senhor, quando negligenciamos a oração e as Escrituras, então não é de Romanos que necessitamos, mas de Hebreus. Precisamos deixar que as duras advertências deste livro nos sacudam e nos livrem do espírito presunçoso e nos enviem correndo para o trono da graça.

Este livro nos alerta sobre o perigo real, o perigo que precisa ser levado muito a sério: "Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo" (Hebreus 3:12). Assim também Paulo:  "Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia" (1 Coríntios 10:12).

E ainda, enquanto tememos ser presunçosos, tenhamos confiança no amor de  Deus, confiando em que ". . . Deus é por nós . . ." (Romanos 8:31). Ele não está contra nós, só olhando e esperando para tirar-nos desta vida no momento que estivermos menos preparados.
Deus não nos tem somente avisado da possibilidade de apostasia. Ele nos ama e não quer que o esqueçamos e nos percamos. Por esta razão, ele providenciou todos os meios necessários para nos unir cada vez mais a ele, garantindo nossa segurança. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você é livre para expor sua opinião,fique a vontade e volte sempre,obrigada.

Seja Bem Vindo - A Paz do Senhor Jesus

Chat resgat Net

Para trocar o nome : Você que esta verde com um nome estranho, para alterá-lo favor clicar em cima desse nome que está do lado direito na parte superior, abrirá outra janela , apaga o nome estranho e coloque um de sua preferencia e clica em OK.

Caixa de promessas

Você merece essa oportunidade

Estatisticas